Connect with us

Povo Fla

“Tranka Fulha” ê ka ramedi nen soluson pa Kornu

Keli ê un kritika a mensagi di ês musika, ê un vison pessoal di o k n entendi sobri ês letra i nha opinion sobri isso…

Publicado

em

Foto: Dexam Sabi

Tranka Fulha – Ramedi Kornu”, sertamenti dja bu obi ês musika pa li…

Ês musika ta retrata un supostu “diskuberta” pa resolvi problema di kornu na un relason, ô seja, ramedi pa traison.

Letra di musika ta fla k rapaz konquista un pikena, el konvidal pa ês ba fêsta, pikena aceita; na fêsta pikena fral k el ê bunitu, k el ta amal, el fazel juras di amor i el prometi ka largal… na un dadu mumentu el ta fla pikena pa speral bai rua el ta ben; kantu el ben el atxa pikena ku otu rapaz, txumadu di “makaku”, ta trail. Inkomodadu ku ês situason el fika ta pensa na qual seria ramedi pa isso, i diskuberta foi o k inspira titulu di ês musika “Tranka Fulha – Ramedi kornu“, na otus palavras “pega bu larga”, ô na un bom português “coma e jogue fora”.

Ten até un vidiu na Youtube undi autor di ês musika foi intrivistadu i el fala sobri isso, i o k ta da pa percebi ê k el ta fala dissu ku maior orgulhu, komo si isso ê algu bon, un diskuberta pa algun tipu di mal social.

Trank fulha ê ka un mensagi k debi ser ensinadu; ê ka un mensagi di orgulhu; tranka fulha ka ta kura prublema di kornu; traison ê un queston gravi na un relasionamentu i nunka el debi ser tratadu di forma tao banal assin;

Li na CV tudu dia nu ta obi storias di mortis por kausa di traison, txeu famílias distruidu por kausa di traison, txeu kriansas ta sufri i kria sem pai ô mai por kausa di kela i ainda nu kanta ku orgulhu k “tranka fulha” ê ramedi pa kornu?

Traison ê falta di carater, un mudjer ô homi k ta ten ruspetu pa família, pa un bon relasionamentu ka ta trai si kumpanheru, homi k ê homi ka ta trai se mudjer i visi versa; si relasionamentu dja txiga na un limiti k sta parci k traison ê un saida, midjor kusa k bu debi fazi ê deixa kel relason i bu bai vivi bu vida nton, pamodi parti maz tristi di traison ê k tudu kenha k ta trai sempri ta torna ben kasa, dja bu repara? Maridu ô mudjer ta sai i ba trai se kumpanheru ku otu alguen i dipos el ta torna ben pa kasa? Si traison ê ramedi pa bu relason pamodi k bu ka ta fika ku kel alguen k bu sai kuel? Pamodi k bu ten k torna volta pa kasa pa kel mesmu relason k bu ka kre maz? Issu ê pa nu ntendi k traison ka ten nada di bon nel em si, ê apenas un disfarci, un enganu pa nos cabesa di k dja parci un saida, mas k na verdadi nu ta torna volta pa kes mesmu kaminhu k nu bai… ora k isso sta kontici ê pamodi di un di kes ladus ka existi maz amor ô ruspetu pa kel relasionamentu i txeu bês ta parci k saída ê traison, mas traison nunka foi soluson, alias, so ta trazi mas sufrimentu.

Musika ta fala di traison na contestu di un relasionamentu entri un casal di namoradus, k a primera vista ê ka sima un relason di alguen kasadu i k ten fidju, mas mesmu assin traison ta soa di mesmu manera; traison ê traison, independentimenti di tipu di relason k nu sta nel ou di motivus k leba un a trai kelotu;

Ora k doz alguen sta djuntu debi ixisti amor i se un di kes partis sta ta trai ê pamodi ka existi mas kel amor ô ê apenas un jogu di interessi.

Ago será k pa resolvi ês situason nu ten k tranka i fulha nos kumpanheru? Ê issu k ta kura kornu?

Un pergunta k n gostaria di fazi ê o siguinti: tranka fulha podi ser ku bu filha? Quandu nu odja issu di pontu di vista di otu ta parci k isso ê k ê remedi mesmu, nu ta konkorda k si pikena trainu nu debi trakal i fulhal, mas dja bu txiga di pensa k ês mensagi ê un apologia a abuso sexual? Isso mesmu! Si bu intenson ê usa i bota fora ê isso k bu sta ta fazi. Ê mesmu kusa k abuza ou usa i joga fora komu si fossi diskartável. Isso ê kusa bon pa nu sta ta kanta ku orgulhu? Issu ê un kusa k nu gostaria k nos fidju aprendi ô k nu gostaria k alguen faze ku nos fidjus? Nu gostaria k alguen tranka i fulha nos filha, prima, tia, irmã, subrinha, …? Si bu risposta ê não, nton ka bu kanta ku orgulhu “Tranka Fulha” pamodi issu ê ka nenhum motivu di oruglhu; tranka fulha ê ka ramedi pa kornu.

Ka bu tranka i fulha fidju di ninguen, pmd dipos podi ser bu fidju:

Pensa nissu!

#IsaiasCardoso

Natural da ilha do Fogo. É formado em Administração, pós-graduado em Docência Universitária, Blogueiro e Músico.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Povo Fla

COVID-19: ‘Se você está saudável, seu trabalho agora é salvar o mundo’

Mensagem sobre coronavírus de um ativista deficiente. Vale a pena ler isto…

Publicado

em

creakyjoints.org

Texto traduzido do inglês, escrito por CHARIS HILL

No thriller de ficção científica e pós-apocalíptico que nós, humanos, costumamos odiar amar e amar odiar, ninguém jamais sabia que isso estava chegando. Ninguém nunca soube por que aconteceu tão rápido, ou por que estávamos tão mal preparados.

De repente, a câmera gira bastante para os sobreviventes que ficam atordoados e confusos, imaginando como tudo aconteceu tão rapidamente – até da noite para o dia.

Disseram-nos para não se preocupar.

Gosto bastante do clichê: “Nem todos os heróis usam capas”. Simboliza o fato de que muitos heróis fazem seu trabalho sem serem vistos, suas identidades desconhecidas.

Então você quer ser um herói? Ótimo! Agora é a hora.

Eu e milhões de pessoas com condições de saúde subjacentes – incluindo idosos e pessoas imunossuprimidas, bem como profissionais de saúde – estamos contando com VOCÊ para vestir sua capa invisível e salvar os mais vulneráveis.

Porque é isso que os heróis fazem. 

Se você é saudável, seu trabalho agora é salvar o mundo. Sem pressão, certo?

Uma mensagem que vale a pena repetir

Sei que você está cansado das pessoas dizendo que é sua responsabilidade reduzir os casos e retardar a disseminação do COVID-19. Que fardo, certo? Porque se você “sentir apenas sintomas leves”, por que se preocupa em ficar um pouco doente por alguns dias?

Nada demais, certo?

Bem, isso é um pouco de uma mentalidade capaz, se estou sendo sincera.

Pessoas como eu existem. Pessoas com problemas de saúde subjacentes com maior risco de complicações e morte por COVID-19. Nem sempre podemos nos proteger do seu eu transmitido por vetores, e nosso sistema imunológico não pode combater o mesmo vírus da maneira que seu corpo pode. Se você decidir continuar com a vida como de costume e se esfregar contra nós quando pegarmos remédios na farmácia, adivinhem? Se você é portador assintomático do COVID-19, pode ter acabado de nos matar.

Estamos vivendo o script

Nós assistimos esse filme que estamos vivendo tantas vezes antes. Agora estamos vivendo o roteiro, pessoal. Desde que o coronavírus chegou aos EUA no mês passado, tenho estado na linha de frente com um punhado de outros defensores e organizações de doenças crônicas e incapacidades na obtenção e disseminação de informações críticas que salvam vidas a nossas comunidades.

O pânico tomou conta de nós na comunidade de deficientes semanas atrás, enquanto observávamos a curva do sino subir com base em cálculos bem fundamentados dos cientistas.

“Achatam a curva”, disseram eles.

“Não se preocupe!” disseram políticos.

“Tarde demais”, respondeu COVID-19.

É muito cedo para dizer “eu te disse?”

Comecei a ficar sobrecarregado na sexta-feira, 6 de março, frustrado com a falta de cuidado demonstrado à minha comunidade, pois as mensagens públicas se concentravam apenas na mensagem comum: “Não se preocupe, apenas as pessoas que não puderem lutar morrerão; a maioria experimentará sintomas leves. ”

“Não entre em pânico, o risco é baixo.”

Não entre em pânico, o risco é baixo? Para quem exatamente?

Nada demais, mas isso é literalmente uma questão de vida ou morte para nós. Contamos com o público em geral para ser responsável em suas ações para evitar a propagação catastrófica de doenças.

O risco não é baixo para nós.

No entanto, de outras maneiras, nós, doentes e deficientes, somos os melhores preparados para uma pandemia. Afinal, trabalho digital e remoto é algo em que somos bons. Estamos acostumados a ficar em casa mais do que em público devido a corpos imunossuprimidos e a uma sociedade inacessível. Dizemos regularmente que nossos melhores amigos são estranhos à Internet, porque é mais fácil se conectar com amigos on-line de nossas camas, onde nos encontramos mais do que gostaríamos.

Muitos de nós se alegram com o fato de que, de alguma forma, fomos feitos para sobreviver a uma pandemia com nosso estoque padrão de medicamentos, máscaras, desinfetante para as mãos e nossa estranha capacidade de ficar em casa – porque tivemos muita prática fazendo isso.

Como ser um super-herói na pandemia de COVID-19

Chamou sua atenção? Esta é sua chance de glória eterna! É a sua hora de brilhar!

Se você ainda não o fez, é hora de:

  • Armazene alimentos, remédios, comida de gato, gás e outras coisas que você precisa para ficar em casa por longos períodos.
  • Cancele reuniões e fique em casa, a menos que seja absolutamente necessário sair.
  • Permita que os funcionários trabalhem em casa, se possível, e considere políticas de folga remuneradas para apoiar aqueles que não conseguem trabalhar ou cujo horário foi cortado.
  • Oferecer recursos / apoio a vizinhos pobres / imunossuprimidos / idosos / deficientes.
  • Permaneça 6 pés (eu prefiro 10 pés) longe das pessoas. Chega de apertos de mão, abraços ou até cotovelos.
  • Prestadores de cuidados primários e médicos especialistas, tente marcar consultas via telessaúde, se possível.
  • Escolas, use a tecnologia para apoiar sua comunidade e permanecer conectado; e, pelo amor de Deus, tenha um plano para apoiar os alunos pobres que não têm para onde ir ou nada para comer.
  • Não vá a lugar algum, a menos que seja vital. Mantenha o distanciamento social , lave as mãos , etc. O objetivo aqui não é apenas evitar o vírus. O objetivo é retardar sua disseminação, porque o sistema de saúde não consegue lidar com um aumento repentino e grave de casos que necessitam de hospitalização.
  • Não diga às pessoas com problemas de saúde legítimos que parem de se preocupar. Preocupar-se é normal; o silenciamento não deveria ser.
  • Por fim, entenda que você tem uma responsabilidade pessoal de diminuir a disseminação, especialmente para grupos vulneráveis.

Ah, e você também precisa ouvir isso. Mesmo se você não tizer COVID19, os impactos ondulação vai afetar você.

E se você sofrer um acidente de carro e precisar de uma cirurgia, mas os cirurgiões não têm capacidade para salvá-lo porque estão escolhendo quem vive e quem morre com Xs na testa? Gostaria de comprar coisas? Comer? Consertar um banheiro quebrado? Coletar seu lixo?

Mercados e locais de trabalho precisam estar abertos para que isso funcione. Quanto mais pessoas adoecem, mais mercados e empresas – mesmo os críticos – fecham. E quanto mais as pessoas ficam doentes, mais as linhas de produção sofrem e … pronto, agora você não pode mais comprar leite. Ou pedir a um encanador para consertar seu banheiro quebrado, que explodiu cocô em todos os lugares, porque ele está no hospital com o COVID19. Ou descarte com segurança o lixo doméstico.

Entendeu meu argumento?

É hora de agir – por não agir

Contenção não é possível

O risco não é baixo

É hora de agir por … não agir. Por ficar e não mostrar seu rosto por um tempo.

Nem todos os heróis usam capas. Agora, isso significa que a maneira mais simples de ser um herói agora é, bem, não fazer nada. A melhor coisa a fazer é não fazer.

Isso permitirá um pequeno aumento no pico de infecção.

Isso significa que os profissionais de saúde não estão tão sobrecarregados.

Isso significará mais respiradores, ventiladores e camas para pacientes com COVID19 que precisam deles.

Isso significará impactos menos graves a longo prazo em todo o mundo.

Isso significa que os efeitos de ondulação terão menos ondas e tentáculos.

Nós aleijados estamos aqui para salvá-los de si mesmos.

Estamos aqui para tocar os alarmes e lembrá-lo do que está por vir. Estamos aqui para fazer o pânico para você; começamos semanas atrás. Por quê? Porque temos razões legítimas para ter medo. E porque sabemos o que precisa ser feito para mover as coisas em uma direção mais segura – para todos.

Continue Lendo

Povo Fla

COVID-19. Produtores do Prisma Vídeos conta situação de quarentena em Boavista

Produtos caros, pagamento de aluguel, prazo de quarentena imposta pelo governo, são algumas das questões mencionadas…

Publicado

em

Neste vídeo, divulgado na Página “Bu ata Intendem?” no Facebook, Belomy Xavier , de Prisma Vídeos conta situação que ele e seus colegas estão a passar em quarentena, em Boavista.

Prisma Videos conta com uma equipe de profissionais talentosos e experientes. Desde 2012, temos dado o nosso contributo junto aos nossos clientes. Atua em todos os segmentos de audiovisual: livestreaming, cobertura de eventos, produção de programas televisivos, spots publicitários e produção de videoclipes…

Continue Lendo

Povo Fla

Fidju di un Kontinenti disprezadu

Un reflesao sobri Kontinenti Afrikanu…

Publicado

em

Mi ê fidju di un Kontinenti disprezadu;
N ten sangui di guentis k ês fazi di skravu;
Si n fra mi ê di undi alguns ta muda ses konseitu i fisionomia;

Inda n ten k respondi: “afrika ten águ?“, “afrika ten carru?“, “afrika ê pobri mesmu?“, “i kes kriansas disnutridus, frakus, aids, guerras, miseria, …?

Mas kusa k mundu ka sta pensa nel ê k nos tudu ê pobri, mal nutridus e scravus di algun forma;

Afrika ê ka un país, pa kenha k ka sabe;
Afrika ê ka pobri, pa kenha k ka sabe;
Afrika ê ka kel infernu di miseria, pa kenha k ka sabe;

Afrika ê, sin, kel Kontinenti undi homis di puder ta ba kaça;
Undi homis di peli branku ta ba suja ruas ku ses orgulhu, ganansia e sedi di nos riquesas;
Afrika ê terra undi tudu homi ta gostaba di vive;

Nu ten pitrol, sin!
Nu ten diamanti, sin!
Nu ten oru, sin!
Nu ten tudu,
Menus kel ruspetu k tudu homi mereci;

Ê pa nu pensa, k na plenu sekulo 21, homi inda ka sabe fazê diferensa entri cor di sangui e cor di pele; si ropa ta mostraba nos interior, tudu alguen ta odjaba nos sujera, pretu ou branku; si carater i ambisan di nos korasan fossi screbedu na nos rostu, kal era nos cor?

Dêus k krianu ka ta odjanu diferenti,
kenha ê nos pa fazê o kontrariu?
Dipos k morrê, du ta bira po di terra,
du ta ba pa baxu txon,
undi orgulhu, ganansia, riquesa i puder ka ta fazê menor diferensa.

Afrika podi ser na kalker lugar undi ten algun ser humanu,
ka necessariamenti além-mar;
arguen dja fraba k “afrika ta fika na kelotu ladu di rua mas nu ka ten coraji di atravessal”;

Ka bu dispresa bu raça, raça humana!

Pensa nissu ora k ês Kontinenti ben na bu menti!

Skritu pa IsaiasCardoso

Continue Lendo

Destaques