Connect with us

Nos Gente

José Maria Neves admite “possibilidade” de se candidatar em 2021

O ex-primeiro-ministro, José Maria Neves, admitiu “forte possibilidade” de concorrer às próximas eleições presidenciais em Cabo Verde

Publicado

em

O ex-primeiro-ministro, José Maria Neves, admitiu hoje em Santo Antão a “forte possibilidade” de concorrer às próximas eleições presidenciais em Cabo Verde, em 2021, embora, a seu ver, “seja ainda cedo para declarar uma candidatura”.

“É uma forte possibilidade a minha candidatura à Presidência da República. É claro que esta candidatura dependerá de vários aspectos que têm a ver com a evolução política no país, com as eleições que teremos e como estará Cabo Verde dentro de dois anos”, afirmou José Maria Neves, considerando “ainda cedo” para se assumir como candidato à Presidente da República.

O ex-primeiro-ministro, que orientou, no Porto Novo, uma palestra sobre o 20 de Janeiro, Dia dos Heróis Nacionais, disse ter “um profundo amor” por Cabo Verde e espera continuar a trabalhar “para o bem deste país e dos cabo-verdianos”.

Depois da experiência acumulada durante 15 anos como primeiro-ministro, José Maria Neves, que falava à imprensa no Porto Novo, onde esteve a participar nas comemorações do Dia dos Heróis Nacionais, acha que “agora pode continuar a jogar num outro patamar, apoiando e mobilizando a nação cabo-verdiana para ser cada vez melhor”.

“A possibilidade é sempre forte, mas ainda é cedo para declarar uma candidatura às próximas eleições presidenciais”, avançou o ex-primeiro-ministro, que durante a sua estada no Porto Novo foi incentivado pelos militantes do PAICV, partido do qual foi presidente durante década e meia, a assumir a candidatura às presidenciais de 2021.

Durante a palestra realizada por iniciativa das estruturas do PAICV no Porto Novo, em saudação ao 20 de Janeiro, José Maria Neves referiu-se aos actuais desafios que se colocam actualmente a Cabo Verde, quais sejam o combate ao desemprego e a redução da problemática das desigualdades sociais.

Inforpress

Portal de Informações sobre Cabo Verde. Aqui você conhece Cabo Verde e fica de olho em tudo o que acontece no arquipélago.

Continue Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos Gente

Campanha Solidária para sra. Nazia Cardoso, residente em Ponta Verde, ilha do Fogo

Campanha realizada pelo Projeto Zé Luís solidário Boston-Usa e Rei Eventos

Publicado

em

Em uma publicação feita no Facebook, Zé Luís promoveu uma Campanha solidária para ajudar a sra. Nazia Cardoso, de 69 anos, natural da Freguesia de São Lourenço – ilha do Fogo, residente em Ponta verde.

O Projeto Zé Luís Solidário Boston-Usa junto com Rei Eventos, está a organizar esta campanha para mobilizar apoios junto dos Cabo-verdianos no país e na diáspora, para a melhoria da situação socio-económica e habitacional da sra. Nazia, que não tem casa própria e vive numa casa cedida por conhecidos/familiares, conforme se pode ver nas fotos abaixo.

Junto da Nazia moram dois netos (de 21 e 11 anos); ela teve problemas de saúde e anda com dificuldades; ela se beneficia de uma pensão social mensal no valor de 5.880$00 e os agregados não contam com nenhum outro tipo de rendimento.

Necessidades:

  • construção de um quarto e uma casa de banho;
  • aquisição/doação de 1 colchão, 1 fogão, panelas e utensílios básicos de cozinha, roupas, calçados, roupas de cama, toalha, armários para quarto e cozinha;
  • géneros alimentícios;

Para ajudar a Dona Nazia, basta enviar sua ajuda para o Cash App 508 345 4809 $JoseMartins, de Zé Luís, ou para seu Venmo @Jose-Martins-12; se está em Cabo Verde contate Ixo Gonçalves através dos telefones 9100007 ou 9505493.

Se você mora na localidade de Ponta Verde, no Fogo, procure-a e a ajude no que puder.

Faça a sua parte!

Continue Lendo

Nos Gente

“Duas histórias, uma mesma realidade”, vindas do Bairro da Jamaica na Praia. Ajude!

Mais duas tristes realidades de nossas gentes, do bairro de Jamaica, na Cidade da Praia. Vamos ajudar-lhes.

Publicado

em

A pobreza sempre fez parte de nossas vidas.

E nestes dias, com a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), que está dizimando vidas pelo mundo, não fazendo diferença entre ricos e pobres, já morreram celebridades, homens de poder, “criminosos”, crianças inocentes e a cada dia a nossa pobreza é mais claramente estampada em nossa cara com as tristes realidades vividas pelas nossas gentes.

Hoje trago duas histórias, duas realidades que chegou até o nosso conhecimento, através de Nisael Temperatura Monteiro, com uma publicação feita no Facebook, no dia 7 de Maio de 2020. Já se passaram alguns dias, mas estas realidades não mudaram.

LEIA TAMBÉM:

Não vale comentar esses vídeos. Assista e faça alguma coisa. Essas realidades não surgiram por causa do coronavírus, pelas imagens podemos ver que é a triste rotina de suas vidas. Morando em barracas, em condições precárias de higiene e conforto, essas famílias sobrevivem.

Estão precisando de ajuda. Vamos fazer a nossa parte.

Vídeo 1:

Vídeo 2:

Para ajudar, entre em contato como o Nisael, através de seu Facebook, ou ligue para 993 58 38.

Continue Lendo

Nos Gente

23 de Abril – Dia do Professor Cabo-verdiano

Obrigado professores “pelo vosso abnegado e esclarecido trabalho, dedicação e visão de futuro”

Publicado

em

Hoje, 23 de Abril de 2020, comemora-se o Dia do Professor Cabo-verdiano.

Conforme explica a Ministra da Educação de Cabo Verde, Maritza Rosabal, “A celebração do professor cabo-verdiano renova-se, há 30 anos, no dia 23 de abril, dia do nascimento de Baltasar Lopes da Silva, por vontade política expressa em 1990 (Decreto n.º 25 de 21 de abril) com a finalidade de dignificar a função docente e estimular o pensamento reflexivo sobre o ensino e a educação. Têm sido comemorações de elevado valor simbólico, cívico e profissional, ocasiões para a classe docente ponderar as suas práticas e perspetivar um futuro mais promissor e, por justas homenagens de vários setores da sociedade. “

Devido ao surto do novo coronavírus, “a celebração hoje, dia 23 de abril de 2020, quebra a tradição e o carácter festivo, dada a gravidade da pandemia da Covid 19 que tem assolado o país, encerrou escolas, confinou professores e alunos em casa e rompeu com o ambiente relacional em sala de aula. “, comenta a ministra.

Obrigado a todos os professores que, de forma abnegada, nos ensinaram o caminho do saber.

Continue Lendo

Destaques