Connect with us

Nos Gente

Hoji ê Dia Nasional Di Peskadoris di Kabu Verdi

05 de Fevereiro: Dia do Pescador. Um homenagen a tudu peskadoris

Publicado

em

Segundu informason di Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Portugal/Cabo Verde, zona ekonomika esclusiva di Kabu Verdi, k ta abarka oceanu k ta sirkunda nos país, ê di 734.265 km quadradus. Ês vasta ária ê un di kes ultimus zonas di peska subtilizadas. Ku efeitu, nos mar k ta cirkunda Kabu Verdi ka ta falta riquesa i variedadi, ainda k di densidadi fraka, ta abriga un grandi numeru di species marinhas. Zona entri ilhas di Sal, Boavista i Maio ê k ta representa maior plataforma kontinental i ku grandi konsentrasao di grandi parti di rekursus piskatorias di Kabu Verdi.

Mar ê fonti di sustentu di txeu familias di nos terra… piskadoris i kes k ta bendi pexi;

Mi ê fidju piskador, n cresci bera mar, n bendi peixi na ruas di São Filipe na Fogo desdi mininu te idadi di 18 ou 19 anus, só dipos k n decidi ba studa fora di Kabu Verdi k n pára di bai mar; mas kantu n ben di kursu, n bai Fogo i doz dia dipos, di madrugada, nba ku nha pai mar, nba djudal “bota” (pintxa boti na mar, sima nu ta fra na Fogo), pa ba lentra tempu; n durmi na kel areia friu baxu boti i n spera nha pai ben nu poi “bitxera” na kosta nu subi “txadona”; i foi mutu bon revive issu;

Kel fotu li ê de kel dia…

Mi ku nhas irmons nu ta labantaba cedu palmanha, txeu bes di madrugada, nu ta baba spera nos pai pega Txitxarru pa nu ba bendi di cedu, nu ta torna voltaba uns 11 (onzi) horas pa spera nos pai trazi pexi grandi (atun, serra, doradu, belfis, maragal, …) nu ta bendeba te 12 (dozi) horas nu ta baba kasa prepara pa ba skola.

Mar foi fonti di sustentu di nos kasa te pokus meses atraz, kantu nha pai dixa di ba mar pamodi djel sta di idadi avansadu i el staba ta bai mar el so; issu staba ta ser mutu arriskadu, txeu bes boti kebra nos frenti i nu konversa kuel k dja sta na hora di deixa kel vida la. Nta rekorda ku txeu sodadi di kes tempus la, k apesar di sufridu foi nos ganha pao pa sobrevivensia, i, grasas a Deus kel pon di kada dia nunka ka falta.

E nos k konxi mar desdi mininu, kantu tinha abundansia di peixi, sabe k hoji eh ka maz assin, dipôs k nos guvernu fika ta renda nos mar pa strangerus pexi kaba i kel poku k es ta pega ka sta da pa nada maz.

Ês vidiu li, gravadu pa Ocean Press, ta fala dissu:

Mas hoji ê ka dia di kulpa guvernu, hoji ê Dia Nasional di Peskadoris di Kabu Verdi i pessoalmenti nke fra pa tudu piskadoris di Kabu Verdi parabens pa ses dia, mesmu ignoradus pa txeu di nos i nos propi guvernu, ês homis i mudjeris meresi nos ruspetu pa ses trabadju pa sustentu di ses familia i pa k tenha pexi na nos merkadu i k nhos lenbra k ten txeu fidju k ten orgulhu di nhos pa kenha k nhos é i k nhos ta representa pa nos.

Felis Dia di piskadoris di Kabu Verdi…

Com informason di Ocean Press

Natural da ilha do Fogo. É formado em Administração, pós-graduado em Docência Universitária, Blogueiro e Músico.

Continue Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nos Gente

Campanha Solidária para sra. Nazia Cardoso, residente em Ponta Verde, ilha do Fogo

Campanha realizada pelo Projeto Zé Luís solidário Boston-Usa e Rei Eventos

Publicado

em

Em uma publicação feita no Facebook, Zé Luís promoveu uma Campanha solidária para ajudar a sra. Nazia Cardoso, de 69 anos, natural da Freguesia de São Lourenço – ilha do Fogo, residente em Ponta verde.

O Projeto Zé Luís Solidário Boston-Usa junto com Rei Eventos, está a organizar esta campanha para mobilizar apoios junto dos Cabo-verdianos no país e na diáspora, para a melhoria da situação socio-económica e habitacional da sra. Nazia, que não tem casa própria e vive numa casa cedida por conhecidos/familiares, conforme se pode ver nas fotos abaixo.

Junto da Nazia moram dois netos (de 21 e 11 anos); ela teve problemas de saúde e anda com dificuldades; ela se beneficia de uma pensão social mensal no valor de 5.880$00 e os agregados não contam com nenhum outro tipo de rendimento.

Necessidades:

  • construção de um quarto e uma casa de banho;
  • aquisição/doação de 1 colchão, 1 fogão, panelas e utensílios básicos de cozinha, roupas, calçados, roupas de cama, toalha, armários para quarto e cozinha;
  • géneros alimentícios;

Para ajudar a Dona Nazia, basta enviar sua ajuda para o Cash App 508 345 4809 $JoseMartins, de Zé Luís, ou para seu Venmo @Jose-Martins-12; se está em Cabo Verde contate Ixo Gonçalves através dos telefones 9100007 ou 9505493.

Se você mora na localidade de Ponta Verde, no Fogo, procure-a e a ajude no que puder.

Faça a sua parte!

Continue Lendo

Nos Gente

“Duas histórias, uma mesma realidade”, vindas do Bairro da Jamaica na Praia. Ajude!

Mais duas tristes realidades de nossas gentes, do bairro de Jamaica, na Cidade da Praia. Vamos ajudar-lhes.

Publicado

em

A pobreza sempre fez parte de nossas vidas.

E nestes dias, com a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), que está dizimando vidas pelo mundo, não fazendo diferença entre ricos e pobres, já morreram celebridades, homens de poder, “criminosos”, crianças inocentes e a cada dia a nossa pobreza é mais claramente estampada em nossa cara com as tristes realidades vividas pelas nossas gentes.

Hoje trago duas histórias, duas realidades que chegou até o nosso conhecimento, através de Nisael Temperatura Monteiro, com uma publicação feita no Facebook, no dia 7 de Maio de 2020. Já se passaram alguns dias, mas estas realidades não mudaram.

LEIA TAMBÉM:

Não vale comentar esses vídeos. Assista e faça alguma coisa. Essas realidades não surgiram por causa do coronavírus, pelas imagens podemos ver que é a triste rotina de suas vidas. Morando em barracas, em condições precárias de higiene e conforto, essas famílias sobrevivem.

Estão precisando de ajuda. Vamos fazer a nossa parte.

Vídeo 1:

Vídeo 2:

Para ajudar, entre em contato como o Nisael, através de seu Facebook, ou ligue para 993 58 38.

Continue Lendo

Nos Gente

23 de Abril – Dia do Professor Cabo-verdiano

Obrigado professores “pelo vosso abnegado e esclarecido trabalho, dedicação e visão de futuro”

Publicado

em

Hoje, 23 de Abril de 2020, comemora-se o Dia do Professor Cabo-verdiano.

Conforme explica a Ministra da Educação de Cabo Verde, Maritza Rosabal, “A celebração do professor cabo-verdiano renova-se, há 30 anos, no dia 23 de abril, dia do nascimento de Baltasar Lopes da Silva, por vontade política expressa em 1990 (Decreto n.º 25 de 21 de abril) com a finalidade de dignificar a função docente e estimular o pensamento reflexivo sobre o ensino e a educação. Têm sido comemorações de elevado valor simbólico, cívico e profissional, ocasiões para a classe docente ponderar as suas práticas e perspetivar um futuro mais promissor e, por justas homenagens de vários setores da sociedade. “

Devido ao surto do novo coronavírus, “a celebração hoje, dia 23 de abril de 2020, quebra a tradição e o carácter festivo, dada a gravidade da pandemia da Covid 19 que tem assolado o país, encerrou escolas, confinou professores e alunos em casa e rompeu com o ambiente relacional em sala de aula. “, comenta a ministra.

Obrigado a todos os professores que, de forma abnegada, nos ensinaram o caminho do saber.

Continue Lendo

Destaques