Connect with us

COVID-19

Quatro mitos e recomendações falsas que deve ignorar sobre o Covid-19

O número de casos confirmados de indivíduos infectados pelo novo coronavírus está aumentando em todo o mundo e até ao momento ainda não há uma cura conhecida

Publicado

em

Foto: O Globo

Ocrescente surto de Covid-19 e o medo de contágio têm gerado a divulgação de informações falsas, sobretudo na Internet e nas redes sociais, que apontam várias dicas de saúde – sendo que umas são inofensivas enquanto outras podem ser realmente perigosas.

Nesse sentido a BBC Monitoring analisou algumas das recomendações mais divulgadas e o que a ciência tem a dizer sobre as mesmas.

1. Alho

Inúmeras publicações partilhadas no Facebook aconselham comer alho para prevenir infeções, incluindo de coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que, embora seja “um alimento saudável que possa ter algumas propriedades antimicrobianas”, não há provas de que comer alho possa proteger as pessoas do novo coronavírus.

O jornal South China Morning Post divulgou a história de uma mulher que foi internada no hospital após ter ingerido 1,5 kg de alho cru e por esse motivo ter ficado com a garganta gravemente inflamada.

É do conhecimento geral, que comer legumes, fruta e beber água faz bem à saúde e aumenta a imunidade. Todavia, não há quaisquer evidências de que alimentos específicos ajudem a combater o Covid-19.

2. ‘Minerais milagrosos’

Jordan Sather, um youtuber que conta com milhares de seguidores, afirmou que um “suplemento mineral milagroso”, chamado MMS, é capaz de “eliminar” o novo coronavírus.

O dióxido de cloro (também conhecido como MMS) não é apenas é um matador eficaz de células cancerígenas, mas também pode eliminar o coronavírus“, disse.

No ano passado, a agência governamental norte-americana Food and Drug Administration (FDA) alertou sobre os perigos para a saúde de beber MMS. As autoridades de saúde de outros países também emitiram alertas a esse respeito.

A FDA diz que “não tem conhecimento de nenhuma pesquisa que mostre que esses produtos são seguros ou eficazes para tratar qualquer doença“. Alertando que consumir o produto pode causar náuseas, vômitos, diarréia e sintomas graves de desidratação.

3. Beber água a cada 15 minutos

Uma publicação, copiada e publicada por milhares de usuários do Facebook, cita um “médico japonês” que recomenda beber água a cada 15 minutos para eliminar qualquer vírus que possa ter entrado pela boca. Uma outra versão em árabe foi compartilhada mais de 250 mil vezes.

Sally Bloomfield, professora na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, refere à BBC que não há provas científicas de que tal seja de todo verdade.

A especialista salienta que os vírus transmitidos pelo ar entram no corpo através do trato respiratório quando inalados. Alguns deles conseguem entrar pela boca, mas beber água constantemente não irá impedir que seja infectado.

4. Calor e evitar tomar sorvetes

Algumas dicas nas redes sociais sugerem que o calor mata o vírus e recomendam beber água quente, tomar banhos quentes ou usar secadores de cabelo.

Uma publicação, copiada e partilhada por dezenas de indivíduos nas redes sociais de diferentes países, e atribuída falsamente a ONU, afirma que o consumo de água quente e a exposição à luz solar matam o vírus e desaconselha comer sorvetes.

Charlotte Gornitzka, da ONU, diz: “É uma mensagem falsa que surgiu na Internet… que afirma ser um comunicado da Unicef e parece indicar que evitar sorvetes e outros alimentos frios pode ajudar a prevenir o aparecimento da doença. Isso, é claro, é totalmente falso.

“Sabemos que o vírus da gripe não sobrevive muito tempo fora do corpo durante o verão, mas ainda não sabemos como o calor afeta o novo coronavírus”.

Aquecer o corpo para eliminar o vírus é completamente ineficaz“, de acordo com a professora Bloomfield.

Quando o vírus entra no organismo, não há como matá-lo: o corpo terá que combatê-lo.

Fora do corpo, “são necessárias temperaturas de cerca de 60 graus Celsius para matar o vírus“, afirma Bloomfield.

Portal de Informações sobre Cabo Verde. Aqui você conhece Cabo Verde e fica de olho em tudo o que acontece no arquipélago.

Continue Lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Podcast “Momentos com Ulisses Correia e Silva” aos domingos

O Podcast vai ao ar todos os Domingos, às 19h00, no horário de Cabo Verde

Publicado

em

O Primeiro Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, anunciou ontem (16), em sua página no Facebook o PM Cast “Momentos Com Ulisses Correia e Silva”.

Segundo explica o PM, “num momento de crise global e de grande incerteza devido à pandemia da covid-19, os cidadãos estão receosos do que o futuro possa reservar-lhes” e “o Podcast ‘Momentos com Ulisses Correia e Silva’, abordará temas atuais do país, em todas as áreas, tendo como pano de fundo, numa fase inicial, a situação provocada pela COVID19.”

Para Ulisses Correia, esta iniciativa “é mais um veículo para esclarecer rumores e desinformações, e uma excelente oportunidade de me conectar com os cabo-verdianos, no país e na Diáspora, num momento nosso, de partilha e interação, onde poderão ouvir as principais preocupações e sugerir temas que gostariam que fossem tratados nas edições seguintes.”

“A partir deste Domingo, 17 de maio, estarei com vocês, todos os Domingos, às 19 horas (horário de Cabo Verde)”, conclui o PM.

De notificar que o primeiro episódio do Podcast “Momentos com Ulisses Correia e Silva” foi ao ar hoje, conforme anunciado e você pode ouvir, neste link.

O primeiro episódio “fala sobre a Terceira Prorrogação do estado de emergência, numa perspetiva de mostrar aos cabo-verdianos o risco acrescido que a não prorrogação acarretaria ao país, mormente para os mais vulneráveis para os quais o Governo tem o dever especial de proteção, mas também faço um paralelo entre o terceiro estado de emergência e os demais, as flexibilidades e as preocupações dos cabo-verdianos”, conforme explicou Ulisses Correia.

O Podcast pode ser ouvido nas principais plataformas digitais, como Anchor, Spotify, Apple Podcasts e Google Podcasts

Com informações do PM

Continue Lendo

COVID-19

Cabo Verde regista terceira morte por COVID-19

A vítima é da cidade da Praia e se encontrava internado no Hospital Agostinho Neto

Publicado

em

Foto: jovempan

Nesta manhã de Sábado (16), morreu no Hospital Agostinho Neto, Henrique Tavares, mais conhecido por Dick Sogueiro, vítima de COVID-19, conforme informa o Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças, em declaração à Imprensa.

Segundo informações avançadas desde a quarta-feira passada pela MSSS, a vítima estava em estado crítico e a respirar com a ajuda de um ventilador.

Dick, de 65 anos, que sofria de hipertensão, era açougueiro e residia em Vila Nova, na Cidade da Praia.

Com mais de 30 anos de experiência no ramo, Dick era trabalhador no talho do Mercado do Plateau. Um senhor muito respeitoso, educado e defensor da organização do mercado“, conforme lembra a CMP em uma publicação na sua página no Facebook, e agradece a sua contribuição à cidade da Praia, com nota de pesar aos familiares enlutados.

Dos resultados dos exames realizados no laboratório de virologia, no dia 15 de Maio, as informações avançadas são que:

  • de um total de 101 amostras (Praia: 33, Boavista: 43, Tarrafal de Santiago: 2 e 5 amostras pendentes), Praia regista dois (2) novos casos positivos e trinta e um (31) negativos; Boavista: 43 (total) das amostras deram negativos, incluindo 6 controlos; Tarrafal de Santiago: 2 negativos.

Foram examinadas 18 amostras da Praia sendo que 13 são controlo de doentes em seguimento cujos resultados foram negativos.

O país contabiliza neste momento 328 casos positivos de COVID-19, 84 recuperados e 2 óbitos.

O MSSS reforça o apelo para que as pessoas fiquem em casa e tomem os devidos cuidados para evitar a propagação do novo coronavírus (COVID19).

Fonte: governo.cv

Continue Lendo

COVID-19

COVID-19 Cabo Verde: 328 casos confirmados, 84 recuperados, 3 óbitos

Ministério da Saúde e da Segurança Social atualiza dados, no balanço diário, sobre a evolução do COVID-19

Publicado

em

Balanço sobre a evolução da COVID-19 em Cabo Verde, do dia 15 de Maio.

Na conferência de Imprensa diária do Ministério da Saúde e da Segurança Social, o Diretor dos Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças, em formato de balanço, durante a habitual declaração à Imprensa, adiantou à população que:

  • O país regista mais dois (2) novos casos positivos, na Cidade da Praia;
  • Das 101 amostras, 94 deram negativos (49 na Praia, 43 na Boavista e 2 em Tarrafal de Santiago); entre estas amostras que deram negativas, 19 eram de controlos de doentes, sendo 13 da cidade da Praia e 6 da Boa vista);
  • Há 5 amostras pendentes;

As situações a nível nacional foram notificadas:

  • Casos confirmados = 328 casos
  • Recuperados = 84
  • Óbitos = 3 (incluindo o inglês – primeiro caso positivo registado em Cabo Verde, e que morreu no país)

Notícia atualizada 16 de Maio, 2020.

Fonte: MSSS

Continue Lendo

Destaques